segunda-feira, 19 de maio de 2008

IMPUNIDADE ATÉ QUANDO?


Os anos que se passaram foram marcados por denuncias, escândalos e impunidades, principalmente no cenário político. diante tudo isso me pergunto será que teremos um ano com menos denúncias ou mais um ano com tantas impunidades e escândalos. Ate quando vamos aquentar isso? A um profeta na bíblia chamado Isaias relata com brilhante nitidez a situação que se adapta a nossa realidade atual.quando descreve no capítulo 59 a confissão da maldade nacional: no versículo 8 diz: “ desconhecem o caminho da paz,nem há justiça nos seus passos;fizeram para si veredas tortuosas;quem anda por elas não conhecem a paz.
Hoje a situação esta idêntica: se alguém quer desviar-se do mal para viver uma vida justa e honesta,passa por muitas dificuldades e tem muitos problemas. Os honestos estão atrás das grades de suas casas enquanto os criminosos andam livres nas ruas. O negociante honesto sucumbe diante dos impostos abusivos. O mais correto seria punir o sonegador e leva-lo a colocar em dia os seu débitos, porém o mais fácil é elevar os impostos. Existe muita dúvida entre o que é certo e o que é errado. Hoje existe o pseudocorreto.
Perante a justiça seria correto, mas perante a lei esta errado , ou vice versa. Existem erros crassos e enormes injustiças amparadas por uma lei mal elaborada e muitas vezes corrupta. Instalou-se na sociedade uma situação de descrédito. O pessoal de poder aquisitivo quando preso desculpa-se atrás de uma lei contraditória, conseguindo com isso livrar-se de suas irregularidades e outros esconde atrás de um diagnóstico médico obtendo com isso sua liberdade. Não existe leis contra poderosas companhias madeireiras e grandes fazendeiros que derrubam numerosas árvores abalando o eco sistema, mas existe prisão inafiançável para o pobre que apenas raspa uma árvore para da casca fazer um chá,visto que os preços dos medicamentos estão abusivamente caros. O miserável que abate uma única ave para matar sua fome é considerado mais criminoso do que aquele que tira vida de um ser humano. A disparidade é grande demais. Cabe aqui o alerta da bíblia pronunciada pelo profeta Isaias no capítulo 10 versículos de 1 a 3. “ ai dos que decretam leis injustas,dos que escrevem leis de opressão,para negarem justiça aos pobres,para arrebatarem o direito dos aflitos do meu povo,a fim de despojarem as viúvas e roubarem os órfãos ?
A pessoa desconhecedora das leis de Deus e das leis humanas entra em parafuso diante de tanta incerteza,confusão e contradição. A onda crescente de seqüestros, que tem como causa básica a total impunidade do bandido, leva as cifras cada vez mais elevadas de ocorrências. A policia de mal equipada e mal paga, está totalmente desautorizada a agir e executar segundo a justiça, porque a lei não permite. Basta um policial tratar com certa rudeza o marginal, muitos caem em cima dele criticando sua atitude, mas, por outro lado exige que o policial zele pela segurança e faça seu trabalho.
Em minha opinião não é pelo fato de sermos cristãos ou não, que devemos ficar passivo diante dessa situação, achando que é normal, principalmente em nosso país que tem enraizado em sua cultura o conformismo. O profeta Isaias relatado na bíblia mesmo sabendo que a situação de Israel era a conseqüência de seus erros Não conformou com as leis e opressões que foram impostas sobre o povo, e lutou fortemente contra os líderes e autoridades de sua época. Se não cuidarmos estaremos falando como alguém que disse: de nada sei e nada vi. Não há como reverter essa situação em nosso país sem uma profunda reforma em nosso código penal e um maior rigor no tratamento ao fora da lei.


AUTOR:ELIZEU LIMA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mande seu comentário