quarta-feira, 12 de agosto de 2009

A Benção de ser pai


As palavras do salmista no salmo 127:03 são lindas: “Os filhos são herança do Senhor”. Herança, segundo o dicionário Aurélio, significa patrimônio deixado por alguém, ou seja, é algo maravilhoso dado por Deus.

Lembro-me da infância, quando meus pais me orientavam quanto aos horários ou as coisas erradas que devia evitar. Hoje entendo que eles não queriam me manipular, mas sim me proteger. O apóstolo Paulo, em 1 Coríntios 13:6,7 diz que o amor de Deus nos protege. Um exemplo disso está em Gênesis, capítulo 3, quando o Senhor pergunta a Adão e Eva onde eles estão. Envergonhados porque estavam nus e havia pecado contra o Senhor, esconderam-se nos arbustos e começaram a tarefa de fazer um enxoval de folha de figueiras. Mas Deus, que é bondoso e misericordioso, fez roupas para o casal: “Fez o Senhor Deus a Adão e sua mulher túnicas de peles e os vestiu” (Gn. 3:21).

Que lindo é ver o médico cuidando do paciente, do professor ficando até mais tarde com o aluno em dificuldade, o pai contando histórias para o filho até ele dormir. Assim é o verdadeiro amor, ele é protetor. Jesus é nosso maior exemplo. Quando acusaram a mulher de adultério, Ele os protegeu das pedras que lançaram contra ela, protegeu os discípulos da tempestade, protegeu Pedro dos cobradores de impostos. Os pais agem da mesma forma, para proteger os filhos, os alertam e até os proíbem de fazer algo que pode causar danos.

Ser pai é uma benção de Deus. Quando nossos filhos nascem achamos que só vamos ensiná-los, mas na verdade aprendemos muito com eles. Nesse um e meio de pai tenho aprendido muito e sei que tenho muito ainda a aprender. Uma das lições que já compreendi é que dar presentes, roupas e calçados é até fácil, o maior desafio, no entanto, é educá-los, passar valores morais e espirituais. Aos pais cristãos ainda há a responsabilidade de ser o sacerdote do nosso lar, conduzindo a família nos caminhos do Senhor. Pv 22.06 diz: ”Ensine o menino no caminho em que deve andar”. Ensinar o filho no caminho em que deve andar não é só levá-lo à Igreja e acharmos que assim já cumprimos nosso papel. O Pastor e escritor Carlos Moises certa vez em uma entrevista disse uma palavra que chamou minha atenção. Disse que deixar um filho na garagem não é garantia nenhuma que ele se tornará um automóvel, da mesma forma que leva-lo todos os dias à Igreja não garante que se tornará um cristão verdadeiro, comprometido com Deus. É necessário ensina-los a amar a Deus e seu reino, e orar por eles e com eles, e dar o exemplo. É no conjunto dessas atitudes que nossas crianças aprendem a crer em seu poder e aceitar a salvação que só ele pode oferecer. Sei que não é uma tarefa fácil, mas Deus nos capacita e nos da força através de seu Espírito Santo para sermos os pais que devemos ser para nossos filhos. Com toda certeza é um trabalho maravilhoso e recompensador.

Elizeu Lima

Um comentário:

  1. maravilhoso seu post, tratando destas heranças que o Senhor nos confiou. a meu ver a essência do seu texto é sua compreensão acerca de ser sacerdote do lar, talvez até por falta de conhecimentos, tem homens que deixa o educar só para a mãe, não compreende que os dois tem papéis definidos nesse processo e é o homem o mais responsávem pela formação do caráter cristão, sexual....
    Que responsabilidade heim amigo?
    Mas o mesmo que dá as heranças, capacita a educá-las.

    A paz de Cristo!

    ResponderExcluir

Mande seu comentário