terça-feira, 25 de agosto de 2009

CASAMENTO,DIVÓRCIO E NOVO CASAMENTO


Quridos amigos!
O limite da loucura e a normalidade esta em um esquema condicioando tão dificil de enteder e demaracar. assim as nossas relações de casamento, divórcio e o novo casamento. Vai este tema para vcs opinarem caso desejam. Abraços!

Casamento, Divórcio e Novo Casamento
Estamos experimentando um crescimento sem igual do povo evangélico, pessoas de todas as classes sociais têm ouvido a voz do Espírito Santo e estão encontrando e reencontrando o real significado da vida
em Cristo Jesus, e as Igrejas Evangélicas estão recebendo um grande contigente de pessoas, que antes de conhecer a Jesus tiveram o desprazer de perderem suas famílias e verem o lar se desfazer.Ensinamos ser o casamento não um sacramento, mas um compromisso único e eterno, enquanto for vivo, um dos cônjuges. Entretanto vários são os fatores que se observados contribuirão para a edificação e consolidação desta aliança. Porém se não forem observados concorrerão para a sua dissolução.Muitos conseguem refazer o lar e outros já não têm a mesma felicidade e por motivos vários, preferem tentar um novo relacionamento conjugal.As Igreja Igrejas Evangélicas não fogem a essa regra, e tem crescido e verificado o surgimento destas questões em sua membresia, além de receber novos convertidos, nesta situação, e por saber da seriedade que envolve a presente questão penso o seguinte:1. Somos categoricamente contra o divórcio, não incentivamos e nem apoiamos a sua concretização;2. Sabemos que cada caso é um caso em particular, e você tem o direito, se quiser de expor como membro a sua situação conjugal.3. Que seja celebrado o casamento de pessoas divorciadas fora das dependências das Igrejas;4. Ensinamos que relacionamento sexual é para casais casados e se pessoas não casadas estão nesta prática, estão em pecado diante de Deus:4.1 Se solteiros é prostituição;4.2 Se casados é adultério e Deus não se agrada destes relacionamentos;5. Reconhecemos o seu direito como ser livre, de tentar um novo relacionamento, entretanto tal decisão de forma nenhuma poderá comprometer a igreja como Corpo de Cristo;6. A Igreja não deve negar o batismo, por reconhecê-lo como uma ordenança e prova de um novo nascimento, para uma nova vida em Cristo porém:6.1 Ele não salva, é para os salvos;6.2 O candidato ao batismo, tem que está com sua condição conjugal, entre outras definida: solteiro, casado, viúvo, ou divorciado, nunca amasiado;6.3 Se qualquer um dos " amasias ", for solteiro, não deve ser indicado e nem aceito para batismo, devendo antes regularizar a sua situação;7. Todos os casais que chegarem a Igreja, em situação indefinida conjugalmente, devem ter todo o apoio e orientação da liderança desta, para se regularizarem ;8. Casamentos mistos, ou seja de crente com não crente, por que entendemos ser um julgo desigual, e nem somos solidários a namoros e noivados que se enquadram neste princípio, não devem ser realizados;9. O casamento de pais solteiros e de namorados ou noivos grávidos, não será devem ser realizados nas dependências da Igreja, e nem tampouco será alvo de sigilo caso haja questionamentos;10. Entendemos por casamento a união entre homem e mulher, fora disto é abominação e aberração diante de Deus.Uma das missões da igreja, é promover o ajustamento, tanto espiritual quanto social de seus membros e procurar atrair os seus freqüentadores despertando ambos para uma vida reta, abençoada e comprometida com Deus e a sua Santa Palavra, a nossa Bíblia.Nada que escrevemos tem como objetivo taxar, acusar, discriminar ou levantar discórdias e sim deixar claro que queremos que Jesus Cristo seja glorificado em todas as situações. Sabemos que as pessoas passam e as instituições permanecem, e entre esta, está a Igreja de Jesus Cristo, que deve ser preservada sem macula, e se queremos vê-la continuar a crescer temos que procurar desembaraçar as nossas vidas e darmos um bom testemunho em todas as áreas do comportamento humano.Queremos ver você feliz e abençoado e que nossos filhos, parentes e toda a comunidade possa ver as Igrejas Evangélicas, não como um clube social e sim como Agência Organizada do Reino de Deus, que caminha a passos largos, tendo o Senhor Jesus Cristo como o Cabeça e Bíblia como sendo sua única regra de fé e prática.Lembre-se, não existe nada que não se resolva com oração e boas conversas, agende com um pastor da sua Igreja, pois, com certeza ele quer ver você mais abençoado.

Extraído dos estudos bíblicos do site www.elnet.com.br

Blog-antoninhoguapore.blogspot.com

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Globo X Record


Escrevo esta matéria como um telespectador que há muito tempo vem analisando a briga entre as emissoras Globo e Record, brigas essas que são antigas e provavelmente não acabarão tão cedo, pois existe uma disputa por dinheiro, audiência e poder.

As duas vem brigando há algum tempo para ter os melhores apresentadores, programações e patrocínios, sem contar que o Sbt que tem entrado nessa briga, principalmente nesses últimos dias em que a Record levou um dos seus melhores apresentadores Gugu Liberato, oferecendo um salário de três milhões de reais mensais.

De um está a Globo querendo o monopolizar jornais, esportes e os realytes shows,, valorizando apenas seus artistas e programações. Um exemplo disso é a premiação dos melhores do ano, pois que ganha só são seus artistas, os famosos de outras emissoras são excluídos da premiação.

Pelo menos nesse ponto bato palmas para Silvio Santos que, com o Troféu Imprensa premia todos os atores, músicos, apresentadores, programas, novelas e diretores de qualquer emissora, sem distinção, muito embora não concorde com ações como mudar os horários das programações a toda hora, cortar programas ao meio, desrespeitando assim quem está do outro lado da tela.

Em relação à Rede Record, parabenizo seu jornalismo que é de qualidade, pois quebrou o monopólio em relação ao telejornalismo com a Record News, que é aberto a todos 24 horas. Porém, por ser uma emissora denominada cristã, envergonha esse público com novelas promiscuas, sua afirmação a favor do aborto, entre outras.

O protestantismo foi o primeiro a combater os abusos cometidos pela igreja durante a Reforma Protestante, no entanto, muito líderes evangélicos da atualidade não tem tido o comprometimento em levar a mensagem de transformação e arrependimento aos pecadores, contrariando assim as Escrituras.

Evidente que a Igreja precisa de dinheiro para pagar suas despesas. Dízimos e ofertas voluntárias são permitidas pela Bíblia, mas dentro dos limites da fé de cada um, e sua oferta deve ser de alegria e de coração. Não se deve manipular as pessoas nem fazer barganha com Deus. O abençoador está pronto a nos abençoar, porém a prosperidade é uma conseqüência de nossa obediência a Deus.

O Mestre Jesus diz que devemos buscar as coisas que são de cima e as demais coisas nos serão acrescentadas. O que não se pode aceitar é com exploração dos fiéis, ainda que o Senhor os recompense pela atitude de seus corações. Mas seus líderes serão julgados por usar de má fé com seus membros, pregando crendices, superstições e dogmatizando a fé, como lobo devoradores no meio do rebanho do Senhor. Eles pensam apenas em encher seus cofres, andar de avião, comprar mansões e investir em ações. Podemos chamar isso de amor pelas almas, de evangelho?

Está na ora dos líderes que querem um compromisso com Deus se levantar contra essas aberrações que acontecem no meio da Igreja. Mas de acordo com Jesus o joio deve crescer no meio do trigo, porém, chegará a hora da ceifa.

Elizeu Lima

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

A Benção de ser pai


As palavras do salmista no salmo 127:03 são lindas: “Os filhos são herança do Senhor”. Herança, segundo o dicionário Aurélio, significa patrimônio deixado por alguém, ou seja, é algo maravilhoso dado por Deus.

Lembro-me da infância, quando meus pais me orientavam quanto aos horários ou as coisas erradas que devia evitar. Hoje entendo que eles não queriam me manipular, mas sim me proteger. O apóstolo Paulo, em 1 Coríntios 13:6,7 diz que o amor de Deus nos protege. Um exemplo disso está em Gênesis, capítulo 3, quando o Senhor pergunta a Adão e Eva onde eles estão. Envergonhados porque estavam nus e havia pecado contra o Senhor, esconderam-se nos arbustos e começaram a tarefa de fazer um enxoval de folha de figueiras. Mas Deus, que é bondoso e misericordioso, fez roupas para o casal: “Fez o Senhor Deus a Adão e sua mulher túnicas de peles e os vestiu” (Gn. 3:21).

Que lindo é ver o médico cuidando do paciente, do professor ficando até mais tarde com o aluno em dificuldade, o pai contando histórias para o filho até ele dormir. Assim é o verdadeiro amor, ele é protetor. Jesus é nosso maior exemplo. Quando acusaram a mulher de adultério, Ele os protegeu das pedras que lançaram contra ela, protegeu os discípulos da tempestade, protegeu Pedro dos cobradores de impostos. Os pais agem da mesma forma, para proteger os filhos, os alertam e até os proíbem de fazer algo que pode causar danos.

Ser pai é uma benção de Deus. Quando nossos filhos nascem achamos que só vamos ensiná-los, mas na verdade aprendemos muito com eles. Nesse um e meio de pai tenho aprendido muito e sei que tenho muito ainda a aprender. Uma das lições que já compreendi é que dar presentes, roupas e calçados é até fácil, o maior desafio, no entanto, é educá-los, passar valores morais e espirituais. Aos pais cristãos ainda há a responsabilidade de ser o sacerdote do nosso lar, conduzindo a família nos caminhos do Senhor. Pv 22.06 diz: ”Ensine o menino no caminho em que deve andar”. Ensinar o filho no caminho em que deve andar não é só levá-lo à Igreja e acharmos que assim já cumprimos nosso papel. O Pastor e escritor Carlos Moises certa vez em uma entrevista disse uma palavra que chamou minha atenção. Disse que deixar um filho na garagem não é garantia nenhuma que ele se tornará um automóvel, da mesma forma que leva-lo todos os dias à Igreja não garante que se tornará um cristão verdadeiro, comprometido com Deus. É necessário ensina-los a amar a Deus e seu reino, e orar por eles e com eles, e dar o exemplo. É no conjunto dessas atitudes que nossas crianças aprendem a crer em seu poder e aceitar a salvação que só ele pode oferecer. Sei que não é uma tarefa fácil, mas Deus nos capacita e nos da força através de seu Espírito Santo para sermos os pais que devemos ser para nossos filhos. Com toda certeza é um trabalho maravilhoso e recompensador.

Elizeu Lima