sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

BBB-VALE TUDO?


Há poucas dias começou mais um reality show, o big-brother Brasil 9.

Ao ligar a TV, deparei-me com um participante que me chamou a atenção, pois em uma conversa com uma das jovens que participava do mesmo programa lhe perguntou: “O senhor é casado?” Ele então respondeu: “Fui separado mas agora voltei. E ele continua: “Só que combinei em casa que aqui vale-tudo.”

    Gostaria de fazer uma observação: será que é justo darmos lucros para esses programas que destroem os valores e principalmente os da família que foi instituída por Deus para ser a base da sociedade? Será que realmente vale tudo? Mentir, caluniar e trair por dinheiro?

   Para tristeza e vergonha nossa, realmente muitas pessoas não se importam com esses valores, especialmente os valores morais. Aliás, para muitos esses valores nem existem, e para outros, é relativo. Mas a palavra de Deus é clara: “O que adianta o homem ganhar o mundo inteiro e perder sua alma?” Será que compensa trair e perder a família por dinheiro. Esse é o plano maléfico de nosso adversário, pois ele veio para matar, roubar e destruir. Mas Jesus veio para dar vida em abundância, para nos preencher por completo. Viver uma vida abundante é ter Cristo em nossa vida.

O dinheiro é benção também, desde que tenha sido ganho com honestidade. Por isso que diz em Provérbios: “Mais vale o pouco ganhado com justiça do que o muito com injustiça”.

Gostaria de concluir dizendo que devemos aprender a selecionar aquilo que é bom para nós, tanto na televisão, como na internet ou mesmo numa simples leitura. Não esquecendo que a moral de um homem está acima de qualquer valor.

 

 Elizeu Lima

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

O CHORO CONSTITUCIONAL


Escrevo este artigo como um desabafo de um cidadão Brasileiro. Quando abrimos as páginas da constituição, promulgada em 1988, ficamos maravilhados com as palavras escritas, que de tão belas, dá até vontade de chorar. Às vezes acho que parece até um romance. A constituição foi constituída para instituir um estado democrático, assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem estar, o desenvolvimento e a igualdade como valores supremos de uma sociedade fraterna , pluralista e sem preconceitos.
O artigo 5º diz: Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza. O artigo 6° que fala dos direitos sociais: São direitos sociais a educação, a Saúde, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, proteção a maternidade e a infância, a assistência aos desamparados.
Mas, será que na prática esses direitos nos são realmente assegurados?
O que vemos em nosso país é uma disparidade enorme, falta segurança para a população, e um exemplo disso é crescimento da segurança privada, que demonstra o descuido do estado. A saúde é outro problema, pois as filas nos hospitais continuam dia após dia crescendo, as pessoas sendo maltratadas e os profissionais sendo mal pagos. A educação também continua péssima, pois constamos nas estatísticas dos países que tem a pior qualidade no ensino, os profissionais sendo mal remunerados, e o governo preferindo pagar salários absurdos para os políticos que necessitam apenas de uma campanha para se eleger e ganhar seu salário gordo, enquanto o professor precisa de 16 anos ou mais para se formar. Outro problema é a questão da moradia em nosso país, em que a constituição diz que temos direito, mas na prática vemos como é tão difícil conseguirmos a tão sonhada casa própria, pois esbarramos em uma grande burocracia até no financiamento em um banco do próprio governo. Esses são nossos direitos? Realmente somos todos iguais perante a lei? Se somos todos iguais, onde estão os nossos direitos?
Alguém está falhando espero que não seja eu. Enquanto ninguém toma atitude continuo chorando ao ler as lindas palavras da Constituição Brasileira.
Elizeu Lima